Por dentro da Oktoberfest: Saboreie a história da Oktoberfest

A Oktoberfest é uma das maiores festas populares do Brasil. Mas, não é apenas um encontro de pessoas que adoram cerveja! Ao conhecer a história da Oktoberfest você verá que ela tem semelhanças com o carnaval. Outubro está quase chegando e você precisa conhecer as origens dessa grandiosa festa. História para conhecer saboreando uma bela cerveja!

 

Tudo começou lá na Baviera!

Sim, a Oktoberfest é uma festa alemã. Porém, poucos sabem que sua origem remete ao casamento da Princesa Tereza da Saxônia com o Rei Luis I, depois Rei da Baviera em 12 de outubro de 1810. Além da alegria pelo casamento, todos estavam felizes pela colheita farta. A comemoração foi uma corrida de cavalos. A festa fez sucesso, tanto que passou a ser realizada anualmente.

Em 1840, a festa da Baviera recebeu visitantes vindos de Munique. Desde então, o evento passou a ter barracas com comidas, atrações artísticas e exposições fotográficas. Em 1872, o início do evento mudou para setembro, devido as noites mais longas e quentes. Curiosamente, a cerveja começou a ser consumida em 1918.

Somente seis cervejarias participam do evento. As escolhidas, todas de Munique devem seguir leis de pureza. O ponta pé inicial é considerado um ritual. A tradição diz que o prefeito deve abrir o primeiro barril da Oktoberfest com uma marretada. Caso a tarefa não for bem executada, o político tem sua imagem profissional e pessoal seriamente prejudicada.

A alegria foi interrompida 25 vezes, por conta das guerras e epidemia cólera. Contudo, a festa acontece consecutivamente desde 1945. A Oktoberfest em Munique recebe anualmente 10 milhões de pessoas que consomem 7 milhões de litros de cerveja.

 

A origem da Oktoberfest brasileira

A versão brasileira é em Blumenau e realizada em outubro. A Oktoberfest made in Brazil começou em 1984. Logo no primeiro ano, o evento atraiu 102 mil pessoas em 10 dias, à época era o dobro da população. Em 1985, moradores de cidades vizinhas e de todo o país ocuparam dois pavilhões. Em 1986, a festa ocupou três pavilhões e o ginásio esportivo Sebastião da Cruz foi utilizado como uma espécie de hotel para turistas brasileiros e países vizinhos.

A Oktoberfest de Blumenau é reconhecida pela Embratur como a segunda maior festa popular brasileira. Contudo, não é apenas cerveja e comida. A festa é uma oportunidade para os brasileiros conhecerem a gastronomia, música, danças e trajes típicos da Alemanha. Não à toa, o evento que a maior Oktoberfest fora da Alemanha reúne quase 1 milhão de turistas anualmente.

A Oktoberfest pelo mundo

Não foi só o Brasil a exportar a festa. O mundo está cheio de versões da Oktoberfest. Os 2 milhões de habitantes da cidade chinesa de Qingdao reúnem-se para beber cerveja desde agosto de 1990. A Oktoberfest chinesa tem karaokê e outras apresentações artísticas. A Oktoberfest russa acontece nos bares e restaurantes que servem cervejas de Munique. Por fim, os 68 habitantes do povoado australiano de Jundah celebra a Oktoberfest desde 2010.

Quando alguém falar que Oktoberfest é apenas cerveja, você já tem resposta! Agora que  conhece as origens da Oktoberfest é só esperar outubro chegar e conferir as maravilhas do evento e a beleza de Blumenau.

Você conhecia a história da Oktoberfest? Já participou da festa alguma vez? Ou este ano será a primeira? Conte para a gente!

 

Fontes

http://www.oktoberfestblumenau.com.br/oktoberfest/historia/ 

Oktoberfest, a história! – Parte 1
http://www.educacaopublica.rj.gov.br/cultura/folclore/0016_01.html Como é a Oktoberfest na Alemanha?